Contato via e-mail

Cancelar

Parede de drywall garante obra moderna e sustentável

Parede de drywall é uma alternativa cada vez mais usada em diversos ambientes, mais econômica, e que não agride o meio ambiente. Saiba o porquê.

O mercado da construção civil, bem como outras áreas, tem se beneficiado de avanços tecnológicos e novas possibilidades de construção, sobretudo, com melhor aproveitamento de recursos naturais e matérias primas.

Isso com o intuito de tornar as obras mais econômicas, modernas e sustentáveis. Um destes avanços é, sem dúvida, a parede de drywall, que faz parte do sistema drywall da Tarjab.

Ocorre que o homem tem despertado para tornar o seu habitat cada dia mais sustentável e isto não vem de pouco tempo. Há algumas décadas tornou-se de conhecimento mundial o fato de que nossos recursos encontram-se cada vez mais escassos.

Assim é com as questões que abrangem o reflorestamento, o efeito estufa e, principalmente, a escassez da água – que já é um dos motivos de guerra, inclusive, em conflitos como o do Oriente Médio.

Parede de drywall e a sustentabilidade mundo afora

A parede de drywall se tornou uma das alternativas para ajudar a transformar o mundo em que vivemos, visto que não usa água e causa pouquíssima sujeira em matéria de entulho e outros resíduos. Tudo sem prejudicar ou destruir o meio ambiente.

E acredite, o drywall chegou para conquistar tanto por este ideal, como pela estética, funcionalidade e praticidade na obra. Veja o porquê:

3 vantagens da parede de drywall em uma empresa ou residência

Imagine que um profissional trabalhe em um mesmo ambiente, juntamente com outros quatro amigos ou colegas. Pode ser um advogado, que atua na área de família, enquanto outro, é criminalista.

Embora ambos sejam advogados e dividam o mesmo espaço, cada um precisa de discrição e privacidade para poder conversar. E aí vem a primeira vantagem da parede de drywall: o isolamento acústico.

Uma segunda vantagem da parede de drywall é a separação de vários ambientes, de forma que seja possível organizar, em um mesmo espaço, os variados atendimentos que uma empresa presta ao mercado.

É o caso dos bancos, por exemplo, que separam as funções gerenciais desde a abertura de contas, à concessão de crédito e financiamentos, além da renegociação de dívidas. Tudo levando em consideração a privacidade e o conforto de cada cliente.

Em uma casa ou apartamento, onde se deseja dividir um quarto, ou mesmo criar dois ambientes em uma sala, sendo um deles uma espécie de escritório, a parede de drywall é a opção mais econômica, prática e fácil de resolver, sem a dor de cabeça que uma reforma ou pequena obra geralmente causa.

E agora, uma terceira vantagem: tem isolamento térmico. Isso mesmo! Com as paredes de drywall pode fazer o frio que for e nenhum ar gelado vai penetrar o ambiente, proporcionando muito mais conforto e comodidade.

Drywall não é utilizado apenas para paredes

E não existe apenas parede de drywall neste segmento, não. Geralmente, esse mercado trabalha também com forro para teto e pisos elevados, tudo em drywall e conforme a necessidade de cada empreendedor. E esse sistema, portanto, é um recurso mais barato, mais econômico e menos poluente.

Se a necessidade é tornar o teto mais bonito e esconder alguma imperfeição do reboco, o drywall é uma ótima escolha. Se é criar um espaço diferente em um ambiente da casa, com um piso mais elevado, torna-se uma opção rápida e que, ao mesmo tempo, vai embelezar todo o conjunto.

Vejamos um pouco mais sobre a parede de drywall e como ela pode ser útil em seu escritório ou residência.

Entre os clientes que têm: só elogios!

Eduardo mora em uma das unidades da Tarjab, em São Paulo, e tem em seu apartamento uma parede de drywall, que faz a divisão do ambiente em dois, sendo um a sala de estar e o outro, um quarto a mais para trabalhar.

“Não tenho nenhuma reclamação. As crianças andam pela casa, fazem a baguncinha delas, que é normal, e eu fico ali trancado na minha sala, prestando serviço de programação e quase nem tenho problemas com ruídos. Ali é o meu mundo. Trabalho em paz, dentro de casa, e posso fazer qualquer videoconferência daqui do 5º andar. Ah, e quando faz frio, essa parede é um aconchego só. É um sistema bem interessante, que não custou caro e recomendo, porque quase nem faz sujeira. Logo eu que detesto reforma, obra, estas coisas, recomendo”, concluiu.

Parede de drywall: o que é, afinal?

Trata-se de uma “parede seca”, bem como o próprio nome em inglês já diz, e que, portanto não utiliza água nem argamassa. Pode uma coisa dessas?

Pode sim. E tem mais: está ganhando espaço em todas as grandes construtoras do país, em especial, a Tarjab. Os clientes adoram e não veem qualquer diferença da parede comum de alvenaria a que estamos acostumados.

Mas, como é o interior desta parede de drywall? É segura? Não cai? Não infiltra?

Não. Isto porque o drywall não permite, justamente por ser uma vedação muito aplicada em áreas internas. Por este motivo, a parede de drywall é mais sustentável, visto que dispensa o uso de água e não demanda o uso de materiais de construção como argamassa, cimento e concreto, por exemplo, permitindo a execução de uma obra muito mais limpa e sustentável.

Aquela bagunça que qualquer pequena reforma ou mesmo obra simples causa em uma casa, pode esquecer. Erguer uma parede e separar um ambiente nunca foi tão fácil como agora, com a parede de drywall, porque gera pouquíssimo resíduo. Ou seja, aperfeiçoa a obra inteira e sem causar dor de cabeça.

Estrutura da parede de drywall

Uma parede de drywall lembra muito uma edificação em madeira. Nesta parede, há pilares e vigas de sustentação, que na engenharia chamamos de “montantes” e “travessas”, que são de aço galvanizado. Essas vigas e travessas sustentam toda a parede em vãos curtos e modulares.

Esses vãos curtos e modulares, por sua vez, são preenchidos por uma lã mineral (lã de vidro), que proporciona isolamento térmico e acústico a cada ambiente em que a parede de drywall é erguida.

Sobre esta estrutura, entram em cena as placas de gesso acartonado que fazem o papel do revestimento destas paredes.

Como é erguida a parede de drywall?

O processo executivo desta parede, no sistema drywall da Tarjab, funciona da seguinte forma:

Primeiro, em local prontamente estudado, determinado e preparado pelo engenheiro, ocorre uma fixação de guias metálicas, a cada 60cm, na parte inferior e superior da parede.

Em seguida, entram os montantes para formar os vãos junto às travessas. São nestes vãos que será aplicada a lã de vidro, para recobrir todo o espaço pelo qual se entrelaçam as vigas e, assim, garantir o isolamento acústico e térmico da parede.

Pela área externa e interna, falta o acabamento!

Ou seja, por ambos os lados desta parede de drywall serão instaladas as placas de gesso, afixadas sobre a lã mineral com parafusos. Quando seca, esta lã mineral parece até um cimento, de tão dura e impermeável que fica.

Placas de gesso compõem a parede de drywall

Estas placas de gesso podem ser de três tipos:

Rosas (RF): com acréscimo de fibra de vidro e que são resistentes ao fogo. São placas indicadas, por exemplo, para paredes de drywall erguidas em ambientes residenciais ou comerciais, próximos de fogões à lenha, fogões industriais ou mesmo lareiras.

Branco gelo (ST): estas placas de gesso são as mais comuns de serem utilizadas em ambientes secos, sendo indicadas tanto para paredes, como também em tetos e forros do sistema drywall da Tarjab.

Verdes (RU): Estas placas de gesso contêm adição de silicone, sendo resistentes à umidade e frequentemente indicadas para ambientes mais úmidos, tais como banheiros, cozinhas e áreas de serviço.

Por fim, o sistema drywall da Tarjab recebe ainda um acabamento todo especial: realizado em pasta, fita de papel e mais uma camada de pasta, que tem por função unificar as placas de gesso, uniformizando toda parede.

Por fim, uma camada simples de massa corrida e uma pintura na cor desejada, finalizam a já tão famosa parede de drywall.

Faltarão apenas os rodapés, mas, é um rápido e mero detalhe, visto que podem ser feitos com tinta, madeira ou mesmo um porcelanato simples da preferência do cliente.

Cuidados ao erguer uma parede de drywall

Antes que uma parede de drywall seja erguida em um ambiente onde haja necessidade de muitas instalações, tais como encanamentos, fiação elétrica, sistema de hidromassagem ou de água pluvial, deve-se atentar para a necessidade em se utilizar um reforço em madeira tratada, que deverá ser presa junto à parede e sobre a lã de vidro, para somente depois, serem afixadas as placas de gesso.

Lembrando que o revestimento pelas placas deve ficar 1 cm abaixo do pé-direito a vencer.

6 benefícios em ambiente interno

1. Espaço

A espessura destas paredes é menor do que a espessura de paredes de alvenaria. Logo, os espaços em ambientes internos é maior.

2. Economia

Por ser uma fundação leve, não gera demasiado gasto na estrutura.

3. Resistência

Permite o uso de qualquer material ou mesmo pregos e parafusos leves e aguenta qualquer quadro ou enfeite leve de parede.

4. Drywall para lajes

Combinado com lajes nervuradas, oferece flexibilidade na construção dos edifícios e permite ainda alterações em planta sem qualquer problema.

5. Otimização

Oferece otimização dos recursos e processos, pois exige menos mão de obra, produz menos desperdício e tem mais agilidade na entrega.

6. Reaproveitamento

O que for demolido ou mesmo sobrar, pode ser reaproveitado.

Normas técnicas relacionadas

O uso das paredes de drywall é inteiramente regulamentado pela Associação Brasileira de Normas Técnicas, que normatiza tanto os insumos utilizados em cada projeto quanto a execução dos mesmos.

As normas são estas:

NBR 15758-1/2009 – Sistemas construtivos em chapas de gesso para drywall – Projeto e procedimentos executivos para montagem – Parte 1: Requisitos para sistemas usados como paredes.

NBR 15758-2/2009 – Sistemas construtivos em chapas de gesso para drywall – Projeto e procedimentos executivos para montagem – Parte 2: Requisitos para sistemas usados como forros.

NBR 15758-3/2009 – Sistemas construtivos em chapas de gesso para drywall – Projeto e procedimentos executivos para montagem – Parte 3: Requisitos para sistemas usados como revestimentos.

Cuidados essenciais com as paredes de drywall

Jamais escolha a placa de gesso motivado pela aparência, mas sim, conforme as necessidades de cada ambiente no qual ela será erguida. Preste atenção, principalmente, com a empresa que deverá erguer a parede.

A mão de obra deve sempre ser especializada e, portanto, não é abundante. Cuidado com quem se oferece!

Atenção com as umidades em outros cantos da casa ou escritório, que podem impactar a qualidade das placas de gesso e prejudicar a aparência da parede de drywall, bem como nas lajes e coberturas, sendo um dos itens mais críticos, principalmente, em placas comuns!

Conforme o manual do proprietário, deve-se verificar os produtos de limpeza e as formas de higienização mais adequadas, bem como evitar pancadas fortes na mesma sob risco de rupturas.

Afixar quadros, nichos e painéis próximos aos suportes de madeira para evitar qualquer atrito com o gesso.

Importante estar atento quanto à presença de juntas de dilatação que devem ser produzidas na interface com as lajes para evitar transtorno com a dilatação térmica, esta que é diferente da dilatação das paredes de concreto.

Estas são algumas dicas, explicações e orientações de um dos sistemas mais completos de drywall e que só a Tarjab pode oferecer a você.

Um serviço bem feito que agrega valor em todas as unidades já construídas pela empresa e, principalmente, por quem a procura com vontade de inovar em seu próprio negócio ou residência.

Para saber mais sobre estes e outros diferenciais da Tarjab, assine nossa newsletter e acompanhe todas as novidades do blog.

Comente abaixo sobre o que você acha da parede de drwall e se curtiu compartilhe nas suas redes sociais.

Fique por dentro!

Assinando nossa newsletter você fica por dentro de tudo que acontece com os nossos projetos e recebe todas as dicas do nosso blog em primeira mão.

Online
E-mail